eTudo Habitação Casa Verde e Amarela 2021: Inscrições e Regras do Programa Habitacional

Casa Verde e Amarela 2021: Inscrições e Regras do Programa Habitacional

Casa Verde e Amarela 2021: Inscrições e Regras do Programa Habitacional

Com o ano novo chegando, crescem as expectativas sobre o novo programa habitacional que passará a vigorar a partir de janeiro e promete fazer milhões de contratações de novas moradias populares para os brasileiros. Com um novo nome, novas ações e diversas mudanças, tudo indica que o novo programa fará muito sucesso e ajudará a melhorar como um todo a qualidade de vida de muitas famílias brasileiras.

Publicidade

Chamado de Casa Verde e Amarela, ele mantém o mesmo objetivo principal do seu antecessor: facilitar o acesso a casa própria para famílias de baixa renda. Quer entender melhor como o novo programa fará isso e todas as mudanças em relação ao programa antigo? Confira as informações em detalhes a seguir.

Principais diferenças entre os programas

Há algumas grandes diferenças entre o Minha Casa Minha Vida e o Casa Verde e Amarela e desde já é importante que todos os usuários tenham consciência sobre isso, para não cometer nenhum erro na hora de participar ou de contratar o financiamento.

A principal diferença é que a faixa mais baixa do Minha Casa Minha Vida foi modificada: antes, as famílias precisavam ter uma renda de até R$1,8 mil e não tinham que arcar com juros; agora, o grupo de renda suporta famílias com renda mensal de até R$2 mil, mas no financiamento arcam com juros a partir de 4,25% ao ano.

Outra mudança muito importante é que não existem mais 4 grupos de renda e sim apenas 3, e que o limite de participação não é mais de R$9 mil e sim de R$7 mil. Os grupos de renda e as taxas de juros foram as principais mudanças, principalmente porque as famílias das regiões do Norte e Nordeste brasileiros contam com as melhores condições.

As famílias que residem em tais regiões vão contar com taxas de juros menores que aquelas do restante do país e podem ter uma renda de até R$2,6 mil por mês.

Grupos de Renda do Casa Verde e Amarela

Os novos grupos de renda do Casa Verde e Amarela são importantes porque é através deles que as famílias se enquadram no programa e podem aproveitar as condições especiais. Confira, a seguir, como era e como ficou os grupos de renda do programa habitacional.

Minha Casa Minha Vida:

– Faixa 1: famílias com renda mensal de até R$1,8 mil;

– Faixa 1,5: famílias com renda mensal de até R$2,6 mil;

– Faixa 2: famílias com renda mensal de até R$7 mil;

– Faixa 3: famílias com renda mensal de até R$9 mil.

Casa Verde e Amarela:

– Grupo 1: famílias com renda mensal de até R$2 mil ou de até R$2,6 mil para as regiões do Norte e Nordeste;

– Grupo 2: famílias com renda mensal de até R$4 mil;

– Grupo 3: famílias com renda mensal de até R$7 mil.

Imóveis usados poderão ser financiados

Até o momento, através do Minha Casa Minha Vida só foi possível financiar imóveis novos, tanto na área urbana quanto na área rural. O Casa Verde e Amarela traz uma novidade nesse quesito, permitindo o financiamento também de imóveis usados.

Essa opção estará disponível somente para famílias de determinados grupos de renda e para que o financiamento seja liberado, o imóvel também precisa atender algumas exigências, como valer uma determinada quantia dependendo da região do país. E como vai funcionar? É simples: você solicita o financiamento e o dinheiro que é liberado, ao invés de ser usado para a construção de uma casa do zero, pode ser aplicado para a compra de um imóvel usado, desde que ele esteja em boas condições.

Reforma e/ou ampliação de imóveis

A reforma e ampliação de imóveis também será oferecida pelo novo programa, estando disponível somente para as famílias dos grupos 1 e 2. Para conseguir ter acesso a esse serviço, além de se encaixar em uma das faixas de renda mencionadas, a família também deve estar cadastrada no CadÚnico.

Publicidade

A reforma poderá ser feita para melhorar a qualidade de vida, a segurança e o conforto da família dentro do imóvel. Pode ser construído um quarto extra, um novo banheiro, instalação hidráulica e diversos tipos de reformas. Mais detalhes sobre o novo serviço devem ser anunciados em breve pelo governo federal.

Essa é uma novidade muito boa, pois muitas famílias já possuem um imóvel próprio, mas a situação do mesmo está precária. Tudo indica que o novo serviço também se aplicará para as famílias contempladas pelo antigo programa e que agora precisam de um quarto a mais ou necessitam de algumas melhorias na residência.

Como se inscrever no Casa Verde e Amarela 2021

As inscrições para o Casa Verde e Amarela 2021 devem abrir ainda no primeiro semestre do próximo ano e vão acontecer pela Caixa e pela prefeitura ou órgãos responsáveis em cada município. As famílias da faixa 1, devem se cadastrar junto ao órgão responsável em seu município e aguardar o processo seletivo que é realizado em conjunto com a Caixa.

As demais famílias poderão contratar o financiamento habitacional diretamente pela Caixa. O banco já anunciou que a contratação e o pagamento das mensalidades poderão ser feita ainda através do aplicativo Caixa TEM. Se você já quer ir se preparando para conquistar a casa própria em 2021, recomendamos que já acesse os sites das imobiliárias parceiras e confira as opções disponíveis.

Muito em breve o governo federal em conjunto com a Caixa deve anunciar mais detalhes sobre o novo programa e como ele funcionará na prática. Milhares de famílias brasileiras poderão ser beneficiadas com todas as iniciativas que o novo programa trará e já no fim do próximo ano poderemos ver algumas moradias sendo entregues e muitas pessoas com suas vidas totalmente transformadas.

Ainda não adquiriu a casa própria? Então aproveite essa chance e fique com tudo pronto para participar do Casa Verde e Amarela em 2021. Certifique-se de atender a todos os requisitos e reúna os documentos pessoais de sua família para que possa fazer a inscrição quando a mesma for liberada.

Publicidade

Comentários através do Facebook